Ser indetectável é cuidar-se, amar-se e tratar-se com TARV

O HIV ataca o sistema imunológico e gradualmente causa danos. Bombardeando o ciclo de vida do HIV voc~e pode chegar aser soropositivo indetectável. Isso pode significar que, sem tratamento e cuidados, uma pessoa com HIV (VIH) está em risco de desenvolver infecções graves. Bem como cânceres que um sistema imunológico saudável poderia combater. Continuar lendo Ser indetectável é cuidar-se, amar-se e tratar-se com TARV

Avalie isto:

Toxoplasmose Uma Gravíssima Doença Oportunista

[vc_row][vc_column][/vc_column][/vc_row][vc_row][vc_column][vc_column_text] Toxoplasmose, para nós, os íntimos ou temerosos, “toxo”! Um problema sério, de gravidade crítica, onde a higiene é imporatntíssima Quais são os sintomas da toxoplasmose? A maioria das pessoas que foram infectadas com o parasita que causa toxoplasmose não apresenta sinais ou sintomas. Pessoas que desenvolvem sintomas podem experimentar: uma febre inchada gânglios linfáticos, especialmente no pescoço uma dor de cabeça dores musculares e … Continuar lendo Toxoplasmose Uma Gravíssima Doença Oportunista

Avalie isto:

Taxas de morte por suicídio entre pessoas com HIV é de 2%. O dobro da população em geral

l   Os homens que vivem com o HIV têm uma elevada taxa de suicídio, especialmente no primeiro ano após o diagnóstico, de acordo com um estudo de quinze anos de quase noventa mil pessoas diagnosticadas com HIV na Inglaterra e no País de Gales, quando comparado contra a população em geral. Sara Croxford da Saúde Pública Inglaterra apresentou os resultados para o British HIV Association … Continuar lendo Taxas de morte por suicídio entre pessoas com HIV é de 2%. O dobro da população em geral

Avalie isto:

Como abordar a questão da morte com os pacientes infectados pelo HIV?

Falar sobre a finitude da vida, seja a do outro ou a de si próprio, não é tarefa fácil na atualidade, pois vivermos como se fôssemos imunes à condição de mortais, em um pacto coletivo de silêncio sobre este assunto, talvez na tentativa de mantê-la afastada, entre os mortos, e não chamá-la aos vivos. Mas, de repente, ela se impõe, torna-se presente através do adoecimento e … Continuar lendo Como abordar a questão da morte com os pacientes infectados pelo HIV?

Avalie isto:

Mais de 2/3 dos adultos jovens com HIV pode viver deterioração neuro-cognitiva

De acordo com um estudo realizado por pesquisadores dos Institutos Nacionais de Saúde dos Estados Unidos (NIH, em inglês) e publicado no Journal of Adolescent Health (jornal da Saúde Adolescente em tradução livre do Inglês), mais de dois terços dos adultos jovens com HIV apresentariam deterioro cognitivo assintomático que, apesar de não interferir nas atividades cotidianas, poderia afetar diversas áreas cognitivas tais como a memória ou … Continuar lendo Mais de 2/3 dos adultos jovens com HIV pode viver deterioração neuro-cognitiva

Avalie isto:

Mais de dois terços dos adultos jovens com HIV poderiam apresentar deterioração neuro-cognitiva-revisado

De acordo com um estudo realizado por pesquisadores dos Institutos Nacionais de Saúde dos Estados Unidos (NIH, em inglês) e publicado no Journal of Adolescent Health (jornal da Saúde Adolescente em tradução livre do Inglês), mais de dois terços dos adultos jovens com HIV apresentariam deterioro cognitivo assintomático que, apesar de não interferir nas atividades cotidianas, poderia afetar diversas áreas cognitivas tais como a memória ou … Continuar lendo Mais de dois terços dos adultos jovens com HIV poderiam apresentar deterioração neuro-cognitiva-revisado

Avalie isto:

Quais são as manifestações psiquiátricas mais comuns nos soropositivos?

A AIDS tem-se tomado objeto de grande interesse por parte de psiquiatras e psicólogos essencialmente por duas razões: o tropismo do vírus pelo sistema nervoso central (SNC) e o dramático impacto psicológico do diagnóstico e da evolução da infecção nos indivíduos afetados. Acrescenta-se a estes fatores o fato dos pacientes comumente serem jovens, pertencerem a grupos estigmatizados e marginalizados socialmente. Diante disso formaram-se duas grandes … Continuar lendo Quais são as manifestações psiquiátricas mais comuns nos soropositivos?

Avalie isto:

Deu Reagente! E agora? Chorar pitangas ou encarar os fatos? Há vida com HIV

Eu acordei há algumas horas e o domingo estava meio que viscoso, como se eu tivesse de nadar numa piscina cheia de “gordura vegetal”. Grudento, sufocante, tristonho. Este é o tipo de coisa que, eu sei bem, abala as estruturas emocionais e, frequentemente, nos conduz a pequenos episódios de “mal-estar”. Em 1994 eu não tinha esperanças. Não havia medicação efetiva e o que havia (O … Continuar lendo Deu Reagente! E agora? Chorar pitangas ou encarar os fatos? Há vida com HIV

Avalie isto: