Câncer em pessoas com HIV

Câncer em pessoas com HIV / Baixa proporção de CD4/CD8

Câncer em pessoas com HIV. É uma boa ideia ir parando com o cigarro. E, bem o sei… O falar é fácil!

[vc_row][vc_column][vc_column_text]

 

Tratamento do HIV (TARV) melhora a saúde e leva a expectativa de vida quase normal para muitas pessoas

No entanto, nem todas as pessoas experimentam a normalização completa de seu sistema imunológico com a TARV. Vejo isso quase que todos os dias, com pessoas que me procuram, tentando entender os porquês de suas contagens de CD4 não irem, nunca, acima de 550, or exemplo.

Um grande estudo descobriu que uma baixa proporção celular estava ligada a cerca de 25% de risco aumentado para alguns cânceres em pessoas com HIV.

 

Quando usado como prescrito, o tratamento para o HIV (TARV) geralmente pode suprimir níveis de HIV no sangue. O uso contínuo da TARV pode manter o HIV suprimido, o que resulta em melhores medidas de saúde. Também resulta em redução do risco de transmissão do HIV para parceiros sexuais.

O poder da TARV é tão profundo que os pesquisadores projetam que muitos usuários de TARV terão uma expectativa de vida quase normal.
No entanto, a TARV não resolve todas as questões imunológicas que podem acompanhar o HIV. Pesquisas descobriram que a infecção pelo HIV desencadeia níveis excessivos de inflamação e ativação imunológica.

A TARV reduz significativamente, mas não normaliza essas questões. Pesquisas com pessoas HIV-negativas sugerem que o excesso persistente de inflamação e/ou ativação imunológica pode contribuir para um risco aumentado para uma série de condições, incluindo as seguintes:

• doenças cardiovasculares
• diabetes tipo 2
• doença renal
• doenças degenerativas que afetam o cérebro
• gordura excessiva no fígado
• afinamento de ossos
Portanto, é possível que o excesso de inflamação e ativação imunológica tenham o potencial de contribuir para questões semelhantes em pessoas com HIV.

Câncer em pessoas com HIV Fatores de risco específicos

Como população, as pessoas com HIV tendem a ter maior risco de exposição a vírus associados a um risco aumentado para problemas imunológicos ou cânceres, como o seguinte:

• EBV (vírus Epstein-Barr), que está associado a certos linfomas.
• Vírus de hepatite B e C, que podem causar câncer no fígado.
• Papilomavírus humano (HPV), que causa câncer do ânus, colo do útero, pênis, parte de trás da língua, garganta, vagina e vulva.
• Vírus herpes humano-8 (HHV-8), que causa sarcoma de Kaposi (KS).

Relatos de clínicas sugerem que há altas taxas de tabagismo entre algumas pessoas com HIV. De acordo com os EUA. Instituto Nacional de Câncer, o tabagismo está associado a um risco aumentado para cânceres que afetam as seguintes partes do corpo (em ordem alfabética):

  1. Bexiga,
  2. medula óssea,
  3. colo uterino,
  4. cólon e reto,
  5. garganta,
  6. rim,
  7. fígado,
  8. pulmão,
  9. boca
  10. e pâncreas.

Envelhecimento e o Câncer em Pessoas com HIV

Graças à TARV, muitas pessoas com HIV estão vivendo vidas mais longas e saudáveis. Desta forma a profecia dos seis meses virou esta longevidade de 28 anos! Entenda melhor aqui: Meu depoimento, minha história.

No entanto, à medida que o sistema imunológico envelhece, ele gradualmente enfraquece. Um estudo com 47.000 pessoas soropositivos na América do Norte descobriu que, entre 1995 e 2009, 10% das mortes estavam relacionadas ao câncer. Além disso, o mesmo estudo descobriu que, entre pessoas com 55 anos ou mais, o câncer foi responsável por 13% dos óbitos.

Essa conexão entre o envelhecimento e o risco de câncer não significa que todas ou mesmo a maioria das pessoas com HIV mais velhas terão câncer. No entanto, isso significa que o risco de câncer provavelmente aumentou em comparação com as pessoas mais jovens com HIV. Portanto, encontrar maneiras de prever o risco de câncer se tornará mais importante à medida que as pessoas com HIV envelhecem.

Sobre a relação CD4/CD8

 

A razão de dois tipos de células do sistema imunológico — células CD4+ e CD8+ (CD4/CD8)— pode fornecer aos médicos uma noção da saúde geral do sistema imunológico. Na maioria das pessoas com um sistema imunológico em bom funcionamento, a razão CD4/CD8 é de 1,0 ou mais.

Estudos descobriram que uma baixa proporção de CD4/CD8 está associada à infecção pelo HIV não tratada, idade mais avançada, aumento da inflamação e envelhecimento precoce do sistema imunológico.

 

Câncer e Pessoas Com HIV Na América do Norte

 

Uma equipe de pesquisadores na América do Norte com um estudo em andamento chamado NA-ACCORD coletou e analisou informações relacionadas à saúde de quase 84.000 pessoas com HIV que inicialmente estavam livres do câncer e os monitorou de 1998 a 2016. Durante esse tempo, quase 7% desenvolveram câncer.

Os pesquisadores descobriram que os participantes que apresentaram baixa relação CD4/CD8 (neste caso 0,3) apresentaram um risco 24% maior para alguns cânceres que se desenvolveram entre seis e 24 meses após desenvolverem uma baixa relação CD4/CD8. Esse achado foi estatisticamente significativo; ou seja, não é provável que seja apenas por acaso.

Detalhes do estudo Sobre Pessoas com HIV/AIDS e Câncer

O perfil médio dos participantes ao ingressarem no estudo foi o seguinte:

• 87% do sexo masculino, 13% feminino (Eu, Cláudio, me preocupo com este número, pois mulheres são sistematicamente ignoradas em estudos sobre HIV/AIDS

• idade – 43 anos
• principais grupos etno-raciais: Branco – 43%; Preto – 37%; Hispânico – 11%
• Contagem CD4 + – 413 células/mm3
• Relação CD4/CD8 – 0,47
• proporção com menos de 500 células CD4+ /mm3 – 58% (note que 90% dos participantes iniciaram a ART uma vez no estudo)
• proporção com carga viral indetectável – 58%
• histórico de doença relacionada à AIDS – 14%
• vírus da hepatite C crônica – 21%
• vírus da hepatite B crônica – 7%
• histórico do uso de tabaco – 34%
• duração do tempo no estudo – 9 anos

 

Câncer em pessoas vivendo com HIV ou AIDS Resultados do Estudo

No total, 17% dos participantes morreram.

Um total de 7% dos participantes morreram por complicações decorrentes de novos cânceres. Os cânceres mais comuns no estudo foram os seguintes:

• câncer de próstata – 817 pessoas
• câncer de pulmão – 755 pessoas
• KS – 501 pessoas
• linfoma não-Hodgkin – 497 pessoas
• câncer de fígado – 347 pessoas
• câncer colorretal – 221 pessoas
Risco de câncer – seis meses

Os pesquisadores exploraram o impacto de diferentes proporções de CD4/CD8 sobre o risco subsequente de câncer. Eles descobriram que as pessoas que tinham uma razão CD4/CD8 de 0,3 (em comparação com as pessoas que tinham uma razão de 0,8) apresentaram um risco 24% maior de certos cânceres , independentemente dos seguintes fatores :

• Contagem de células CD4 +
• Carga viral do HIV
• idade no momento em que eles entraram no estudo
• história da AIDS
• status de fumar
• IMC (índice de massa corporal )
• consumo de álcool
• se eles adquiriram HIV sexualmente ou através de equipamento de compartilhamento para o uso de drogas

A Lista Dos Mais Perigosos

Os pesquisadores afirmaram que esse aumento do risco de câncer seis meses após a baixa proporção de CD4/CD8 esteve associado aos seguintes cânceres:

• linfoma não-Hodgkin
• KS
• câncer de pulmão
• câncer anal
• câncer colorretal

Risco de câncer – uma linha do tempo mais longa

Os pesquisadores também avaliaram a relação entre uma baixa relação CD4/CD8 e risco subsequente de câncer 12, 18 e 24 meses depois. Eles descobriram que ter uma baixa proporção cd4/CD8 aumentou o risco de câncer (os tipos mencionados anteriormente). Os resultados foram semelhantes se as pessoas estavam ou não na ART no momento em que a baixa contagem de CD4/CD8 foi avaliada.

Tenha em mente
A associação entre uma baixa proporção de CD4/CD8 e risco subsequente de câncer sugere que a disfunção imunológica contribui para o desenvolvimento e/ou crescimento de células de alguns tumores. Além dos fatores listados anteriormente, os pesquisadores mencionaram outros que podem desempenhar um papel na causa da disfunção imunológica persistente (e, assim, contribuindo para o risco contínuo de câncer), incluindo o a seguir:

• infecção crônica com um membro da família do vírus herpes — citomegalovírus (CMV)
• ter uma grande carga de células infectadas pelo HIV no corpo
• ativação imunológica persistente e inflamação

Pesquisa canadense sobre a razão CD4/CD8

Um estudo separado de 3.218 pessoas no Canadá descobriu que iniciar a TARV no início do curso do HIV (quando a contagem de células CD4+ é maior) aumenta as chances de alcançar uma proporção normal de CD4/CD8. Entre as pessoas que iniciaram a ART quando sua contagem de CD4+ foi superior a 500 células/mm3, 68% posteriormente tiveram uma razão CD4/CD8 normalizada cinco anos depois.

Em contraste, apenas 16% das pessoas que iniciaram a ART quando sua contagem de CD4+ era de 200 células/mm3 ou inferior posteriormente tiveram uma razão CD4/CD8 normalizada cinco anos depois.

Esta pesquisa canadense é mais uma linha de evidências que apoiam o início anterior da TARV.

Pesquisas futuras São Necessárias

O estudo NA-ACCORD é um bom passo em frente na tentativa de encontrar maneiras de estimar o risco de câncer para pessoas com HIV. Como em todos os estudos, a análise recente do NA-ACCORD é imperfeita. Os pesquisadores observaram que eles tinham informações incompletas sobre o tabagismo dos participantes.

 

No entanto, a equipe de pesquisa pede estudos adicionais para descobrir como as proporções CD4/CD8 podem ser melhor utilizadas no rastreamento do câncer e no cuidado clínico para pessoas com HIV. Esses estudos precisarão considerar cânceres específicos, informações demográficas, histórico médico e avaliações imunológicas. As últimas avaliações podem se tornar mais importantes.

Um pequeno, mas detalhado estudo feito por pesquisadores da Universidade de Yale e dos EUA. militares sugerem que amostras de sangue de pessoas com HIV que desenvolvem câncer mostraram sinais de exaustão imunológica cerca de 12 meses antes do diagnóstico de câncer. Neste estudo, os pesquisadores se concentraram em um conjunto limitado de cânceres (cânceres associados ao HPV, câncer de pulmão e linfoma).

Embora o estudo tenha sido pequeno, faz parte de um conjunto crescente de evidências que ligam questões imunológicas a um risco aumentado de câncer.

Redução de riscos de câncer Entre Pessoas com HIV ou AIDS

 

Pesquisas recentes sugerem que, em geral, o câncer é um problema crescente em todo o mundo. O risco de câncer de todos é diferente e depende de múltiplas questões, como comportamento, status socioeconômico, genética e outros fatores. Alguns fatores de risco podem ser modificados, mas outros (como histórico familiar ou genética) não podem. Reduzir esses riscos que podem ser modificados geralmente pode levar a uma melhor saúde geral.
As listas a seguir contêm dicas para uma melhor saúde em geral e, em particular, ideias sobre prevenção e rastreamento do câncer que podem ser discutidas com um profissional de saúde. Essas listas não são abrangentes.

Dicas gerais de saúde

Procure ajuda para cortar e , finalmente, parar de fumar.
• Procure ajuda para reduzir a ingestão de álcool.
• Consulte uma organização de redução de danos para aprender sobre formas de reduzir o risco de exposição ao vírus da hepatite C.
• Mantenha um peso saudável.
• Faça exercícios regulares.
• Coma uma dieta rica em frutas e vegetais coloridos (incluindo vegetais crucíferos).
Prevenção e rastreamento do câncer
Em geral, o rastreamento do câncer de mama, cólon e próstata é feito rotineiramente em muitos países de alta renda, dependendo da idade e outros fatores. Grupos específicos podem considerar uma ou mais das seguintes intervenções adicionais para discussão com um médico ou enfermeiro:
• triagem para doenças relacionadas ao HPV e vacinação contra HPV
• triagem para vírus de hepatite B e C e, se necessário, tratamento; uma vacina para HBV está disponível para prevenir infecção com esse vírus
• rastreamento de câncer de pulmão para pessoas com histórico de tabagismo

— Sean R. Hosein

Traduzido por mim, Cláudio souza, do original em North American study finds low CD4/CD8 ratio can help predict cancer risk in people with HIV

 

[/vc_column_text][/vc_column][/vc_row]

Tem algo a dizer? Diga!!! Este blog, e o mundo, é muito melhor com amigos!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.