A Dor Crônica parece queimar

Condições de dor crônica mais comuns

[vc_row][vc_column][vc_column_text]Condições de dor crônica mais comuns acabou por tornar-se um de meus temas de leitura mais constantes. Afinal, sou eu quem passou quase oito anos de dor “ininterrupta” e em elevação.

Confúcio diz: Conhece a ti mesmo

Sun Tzu diversifica: Conheça teu inimigo

Gosto destes dois caras! Acabei por ver que conhecendo a dor, suas causas e tratamentos eu podia, porque por muitos anos não havia como vencer, ao menos combate-la de igual para igual. Depois, acreditava, um dia, encontro a solução. E, de fato, a encontrei. Tanto trabalho não deveria, e não deve, beneficiar a uma só pessoa, seria egoísmo, mesquinhez.

Assim, passei a traduzir e publicar. Este, é mais um deles. No entanto, ele é bem longo e pretendo fraciona-lo em seis

Milhões de americanos vivem com dor crônica.

E não são só eles!

Vamos ao texto!

A dor crônica é considerada uma epidemia na América. Não só milhões de pessoas vivem com ele, mas se você somar o custo do tratamento e a perda de produtividade, chega a um impacto econômico estimado em US$ 635 bilhões por ano. 1

Muitas das condições de dor crônica mais comuns são bem conhecidas, mas outras não foram reconhecidas e subdiagnosticadas por décadas — deixando um número incontável de pessoas sem tratamento adequado.

As condições de dor crônica mais comuns nos EUA são:

  • Enxaqueca
  • Síndrome do intestino irritável (IBS)
  • Osteoartrite (OA)
  • Vulvodinia
  • Desordem articular temporomandibular (TMJ)
  • Fibromialgia

Juntas, essas seis condições afetam mais de 150 milhões de americanos.

Definindo condições crônicas de dor

A dor crônica é definida como dor que dura três meses ou mais, causando sofrimento emocional significativo ou incapacidade funcional, o que não é explicado por outra condição crônica.

Enxaqueca, IBS, vulvodinia e fibromialgia são definidas como condições crônicas de dor primária, o que significa que envolvem dor não devido a outras condições.

OA e TMJ são considerados dor musculoesquelético secundária crônica, o que significa que a dor de um problema musculoesquelético (inflamação, dano articular) é um problema por si só. 3 Eles estão incluídos nesta lista devido ao seu enorme impacto, porque seu principal sintoma é a dor, e porque os tratamentos primários visam aliviar a dor.

Algumas outras causas principais de dor crônica incluem câncer, dor lombar e neuropatia (dor por dano nervoso). Eles não foram incluídos nesta lista por a dor ser uma consequência de outra condição ou, então,  porque a dor não é o principal sintoma.

[/vc_column_text][vc_text_separator title=”As Seis Maiores Causas de Dor” color=”green” border_width=”10″ el_id=”causadorindice”][/vc_column][/vc_row][vc_row][vc_column width=”1/2″][vc_column_text]

[/vc_column_text][/vc_column][vc_column width=”1/2″][vc_column_text]

[/vc_column_text][/vc_column][/vc_row]

Tem algo a dizer? Diga!!! Este blog, e o mundo, é muito melhor com amigos!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.