Segurança e confiança

Linfogranuloma venéreo – Chlamydia

O que é o linfogranuloma venéreo?

É uma doença infecciosa conhecida, popularmente, como mula. Caracterizada por uma lesão (ferida ou elevação da pele) que dura de 3 a 5 dias. Após curar essa lesão, que dificilmente é identificada, principalmente nas mulheres, surge o bubão inguinal que é uma inchação dolorosa dos gânglios de uma das virilhas. Na maioria das vezes, o inchaço ocorre só de um lado.

O agente causador é Chlamydia trachomatis – sorotipos L1, L2 e L3. O período de incubação pode ser de 7 a 30 dias.

Transmissão

A via mais comum de transmissão é a forma sexual. O reto é o reservatório da infecção.

Sintomas

A doença ocorre em 3 fases: lesão de inoculação, disseminação linfática regional e seqüelas.

Na primeira fase, a doença raramente é notada pelo portador. São lesões que aparecem e somem sem deixar seqüelas. Quando ocorre o inchaço na virilha, o portador passa a perceber a doença.

Os sintomas gerais são: febre, mal-estar, anorexia, emagrecimento, artralgia, suores noturno e meningismo.

Complicações

Elefantíase do pênis, escroto, vulva. Inflamação crônica e estreitamento do reto.

Exame

O diagnóstico laboratorial não é rotina, geralmente é feito em bases clínicas. Mas existem quatro tipos de exames: o de fixação de complemento, que identifica anticorpos contra todas as infecções por clamídia, o de microimunofluorescência, por cultura e o exame histopatológico.

Tratamento

A medicação é a base de antibióticos, que não revertem as seqüelas, como estreitamento retal ou elefantíase genital. A aspiração do bubão inguinal é feita quando necessária. As fístulas também devem ser tratadas e parceiro também, para não haver reinfecção.

Trecho extraído de Linfogranuloma Venéreo

Sinais e sintomas

  • Feridas nós órgãos genitais (pênis, vagina, boca, ânus e colo do útero) que, muitas vezes, não são percebidas e desaparecem sem tratamento.
  • Entre uma a seis semanas após a ferida inicial, surge um inchaço doloroso (caroço ou íngua) na virilha, que, se não for tratado, rompe-se, com a saída de pus.
  • Pode haver sintomas por todo o corpo, como dores nas articulações, febre e mal-estar.
  • Quando não tratada adequadamente, a infecção pode agravar-se, causando elefantíase (acúmulo de linfa no pênis, escroto e vulva).

Um nota do editor: Digamos que eu “goste de mostrar imagens reais” sobre determinadas condições. É que uma imagem fala mais que mil palavras e tem o “poder” de serem muito mais loquazes do que todo um texto que, por melhor que tenha sido redigido (e este não é o caso deste texto) não causam o impacto que a visão, associada à inteligência faça a seguinte ilação: O/A meu/minha Pênis/Vagina Assim?!!!!!!

Pois é… Eu procurei por imagens no google com a keyword “linfogranuloma venéreo” O link abre em outra janela. Eu já fui voluntário em hospital e, asseguro-lhes: EU VI COISAS!!! E não tive coragem de escolher, eu mal pude olhar… Se você é curios@ e acha que tem “estomago forte” Allons!

Tem algo a dizer? Diga!!! Este blog, e o mundo, é muito melhor com amigos!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.