indetectável é igua a negativo? Não! É um sinal de esperança de longevidade, mas não é não reagente!

Um médico que lida com HIV explica a você se carga viral indetectável é realmente o novo negativo ou não.

Ter carga viral indetectável muda a maneira como você fala sobre seu status de HIV?

Uma pessoa com carga viral indetectável pode parar de se preocupar sobre transmitir o HIV?

Chegar ao indetectável nem sempre é fácil de fazer – mas uma vez que você chega lá, é definitivamente uma realização para sua saúde.

Mas, o que exatamente isto significa?

Em seu tumblr pessoal, Joe Gallant, um médico que lida com HIV no Southwest Care Center em Santa Fé, Novo México, responde perguntas de pessoas vivendo com HIV que estão preocupadas sobre uma série de questões, incluindo suas cargas virais indetectáveis.

Em 17 de janeiro de 2015, um usuário anônimo perguntou

Olá doutor, eu li em um post anterior que alguém disse que “o indetectável é o novo negativo.” O senhor concorda com esta afirmação pelo menos até certo ponto?O Dr. Gallant respondeu:

 VirusAté certo ponto. Do ponto de vista da transmissão, ter uma carga viral indetectável é próximo de ser negativo. E do ponto de partida do prognóstico e da expectativa de vida, as pessoas com carga viral indetectável e contagens de CD4 normais tem mais em comum com pessoas HIV-negativo do que elas têm com pessoas com infecção por HIV não tratadas.

Mas há ainda importantes diferenças entre alguém com HIV bem controlado e alguém sem HIV – se não houvesse, nós não estaríamos ainda procurando por uma cura. Mesmo com o HIV bem controlado, você tem uma condição médica crônica que é cara de tratar e que causa um aumento em inflamações crônicas e ativação imune. Você ainda tem DNA viral integrado ao seu próprio genoma. Eu não estou querendo chegar ao ponto de dizer que “indetectável é o novo negativo”, embora eu entenda o sentimento é preciso ter em mente o blips viral, o qual não se pode acontecer, de forma periódica ou aleatoriamente em prativamente todos o casos de infecção por HIV.

Mathew Rodriguez é o editor da comunidade para TheBody.com e TheBodyPro.com

Siga Mathew no Twitter: @mathewrodriguez

Por Mathew Rodriguez

De TheBody.com

Copyright Ó 2015 Remedy health Media, LLC. Todos os direitos reservados

Tradução: Márcio Catanho – Bacharel em Letras/ tradutor e revisor.

Contatos para traduções e revisões de textos: mrcatanho@hotmail.com. 085- 88797627

Comente este texto

maozinha

23 comentários sobre “Um médico que lida com HIV explica a você se carga viral indetectável é realmente o novo negativo ou não.

  1. Sou soropositivo há mais de 20 anos e estava com carga viral indetectável há vários anos. No entanto, neste mês, ao fazer os exames de rotina, deu que estou com carga de 375 cópias do RNA do HIV por 1/ml. Neste mês eu tomei a vacina contra a gripe. Isto pode ter influenciado no aumento da carga e ela ter reaparecido? Será que continuando com o tratamento a carga voltará a ser indetectável? Estou preocupado.

    Curtir

Tem algo a dizer? Diga!!! Este blog, e o mundo, é muito melhor com amigos!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.