Como encarar o dilema de se testar para o HIV pacientes com problemas psiquiátricos e como se deve fazê-lo?

Comportamentos de risco para a infecção pelo HIV são freqüentes entre os pacientes psiquiátricos. A prevalência da infecção em pacientes internados em instituições psiquiátricas na cidade de Nova York situa-se entre 5,5% e 8,9%, números significativamente maiores do que na população geral. Em Milão, Itália, a freqüência encontrada foi de 6,5%.

Entre os diagnósticos psiquiátricos, o risco de infecção está relacionado ao uso de drogas injetáveis e à doença bipolar em mulheres. Neste caso, mulheres em quadros maníacos apresentam desinibição sexual e têm maior freqüência de relacionamentos sexuais sem uso de preservativos.

Estudos mostram que pacientes psiquiátricos crânicos são desinformados (ou não conseguem assimilar as campanhas de esclarecimento voltadas para o público em geral) e acabam assim pondo-se em risco.

É cada vez mais freqüente a testagem para o HIV em pacientes psiquiátricos. Não só pelo fato de ser uma população de maior Prevalência do vírus mas também como diagnóstico diferencial de vários quadros psquiátricos (depressão, quadros confusionais, demência entre outras).

Para se obter o consentimento, deve-se pedir ao paciente a permissão para fazê-lo. Se o médico assistente considerar que o mesmo não tem condições de julgamento naquele momento e tal quadro colocar em risco a vida do paciente ou de seus contatantes, pode-se fazer o exame mesmo sem consentimento do paciente.

Os estudos mostram que os pacientes psiquiátricos crônicos são carentes de informação e devem ser abordados e orientados sobre as formas de transmissão do vírus e métodos de Prevenção.

Tem algo a dizer? Diga!!! Este blog, e o mundo, é muito melhor com amigos!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.